Eu não tenho “Virose” e sim duas doenças Graves

 

Hoje estarei relatando o meu sofrimento e angústia, até conseguir o diagnóstico de Espondilite Anquilosante e Doença de Crohn, não relaterei de uma forma deprimida, mas sim de uma maneira bem humorada. Graças a Deus eu não tenho “Virose” e sim duas doenças graves.

As coisas aconteceram assim! Começou com fortes dores abdominais e muita diarreia, fui para o hospital me deram medicação e mandaram para casa, disseram que era só uma virose! Como não resolveu, procurei a unidade de saúde do meu bairro, que encaminhou para o gastroenterologista, que me disse que era só uma virose!

Mas de um ano se passou e eu sofrendo sem parar com as diarreias e as cólicas intestinais, passei por vários médicos, fui várias vez ao hospital e todas as vezes o diagnóstico era “virose.”

Um dia fiquei foi com o intestino preso de uma hora para outra, as dores das cólicas aumentaram mais, achei que iria morrer de dor. Chegando lá simplesmente me deram buscopam na veia e luftal.

Adivinham qual foi o diagnóstico!

Será que foi Doença de crohn?

Nãoooooooo pessoal! O diagnóstico foi virose, isto mesmo a virose ao invés de me causar diarreias desta vez, resolveu cobrar pedágio para o Cocô sair! Ha, ha, ha! Isto mesmo, primeiro eu estava sofrendo com as diarreias, agora o intestino ficou obstruído, a bendita virose resolveu cobrar pedágio para o cocô sair e o preço do pedágio foi uma limpeza intestinal. Oh, coisa terrível!

Pode isso produção?

Depois me mandaram para casa, assim que o efeito do remédio passou as dores voltaram com tudo. Voltei para o hospital no dia seguinte e pela primeira vez por uma fração de segundos, os médicos falaram que não era virose e sim que poderia ser o apêndice. Fizeram o ultrassom, vários exames e o intestino estava obstruído, a barriga muito inchada.

Como procedimento para resolver meus problemas, me deram mais buscopam na veia, luftal e limpeza intestinal. Que fique entre nós, foi  bastante constrangedor! Mas de imediato resolveu o problema.

Depois destas situações voltei ao hospital inúmeras vezes, fui a vários especialistas, uns disseram que era psicológico, talvez seja pelo fato por eu ser louco. Outros falaram que era alergia a lactose, outros continuavam a afirma que era a bendita “virose.”

Teve uma que foi incrível, cheguei no médico com meus exames contei toda a minha história de tudo que já havia me acontecido e as inúmeras idas aos hospitais.

Ele me olhou e perguntou. Na sua casa é Copasa (empresa de abastecimento de água) ou poço artesiano? Respondi:

_ Poço artesiano!

Então o médico me disse: aparti de hoje você só vai tomar água mineral, pois a água da sua casa está contaminada!

Ha, ha, ha! Pensei comigo, além de ser médico, ele é técnico especialista em analisar se a água é contaminada ou não.

Depois pensei será que ele é dono de uma fábrica de água mineral? E está querendo vender o seu produto.

Respondi para ele:

Mas Dr no prédio onde eu moro, tem três famílias que totaliza 11 pessoas e só eu que tenho diarreia?

Ele respondeu; tome água mineral e daqui seis meses você volta aqui!

Ha, ha, ha! Ás vezes me pergunto porque eu vou ao psiquiatra e não estes doidos que cruzam meu caminho?

Estes tipos de coisas acontece e não podemos generalizar todos os médicos, durante todo este tempo encontrei excelentes médicos e tive também o desprazer de encontrar com alguns que precisam de se dedicar mais na profissão.

Um exemplo de uma excelente médica, na minha opinião a melhor do Brasil, é a minha reumatologista Dr Ana Paula, sempre digo que ela foi enviado por Deus para me auxiliar em todo o tratamento.

Mas depois de muito sofrimento, a saúde piorou de vez, foi quando por acaso que cheguei ao consultório da minha reumatologista, ela pediu uma série de exames laboratóriais, radiológicos, ressonância, (endoscopia, colonoscopia havia acabado de fazer), exames clínicos. Fez uma série de perguntas.

Por fim veio o diagnóstico, Espondilite Anquilosante e Doença de Crohn.

Foi  um dos dias mais felizes da minha vida, senti um alívio. Graças a Deus depois de tanto sofrimento eu não tinha “virose” e sim duas doenças graves. Mas alguém vai dizer: “Isto é loucura, ele ficou feliz por receber o diagnóstico de duas doenças tão sérias!”

Sim, para mim foi um momento de alívio, êxtase, alegria, na hora eu não queria saber se era grave ou se eu iria morrer, talvez só teria três meses de vida, o que importa? Na verdade é que eu não aguentava mais ouvir a palavra “virose.”

Afinal o que é Espondilite anquilosante ou Doença de crohn? Para mim não importava, a única coisa que me interessava era que eu não tinha virose, não era para tomar só água mineral, não era psicológico. Era finalmente um diagnóstico preciso, com um tratamento de verdade, duas doenças de verdade. Não que virose não seja uma doença de verdade, virose precisa ser tratada. O que não pode acontecer é tratar um paciente com diagnóstico de virose, sendo que a causa do seu problema são as Espondiloartropatias.

Agora eu sei o que me causa dores, qual o tratamento, que medicamento tomar.

Cada pessoa recebe o diagnóstico de uma maneira diferente, uns recebem com tristezas, outros com desesperos, outros com medo, os sentimentos e reações variam de pessoa para pessoa. Eu particularmente recebi com alegria e alívio, no primeiro ano pesquisava tudo sobre as doenças e só caiu a ficha de que estava doente depois de um ano de tratamento, mas este é um assunto para outro artigo.

Certa vez cheguei ao hospital com todos os meus exames, receita de medicamentos, laudo do reumatologista e do gastroenterologia, com fortes dores, intestino obstruído.

O médico virou para mim e perguntou: Você quer tomar o quê? Pensei que fosse até brincadeira, pensei comigo: “O camarada fica anos na faculdade estudando para ser médico, quando chega a hora de exercer sua profissão, o paciente tem que ensinar o cidadão a trabalhar.”

Já que eu escolho o que vou tomar, “desce pra mim uma gelada!”

Mas este também será tema para um próximo artigo.

Att: Papai Desafinado

 

3 comentários em “Eu não tenho “Virose” e sim duas doenças Graves

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: